IR PARA O TOPO

As 11 armas de fogo mais importantes da história

As armas de fogo evoluíram constantemente desde a sua invenção, há cerca de 800 anos. De canhões de mão primitivos a armas automáticas, aqui estão os avanços das armas que mudaram o campo de batalha e além.

 

01 | CANHÃO DE MÃO, SÉCULO 13

canhao de mao chines

A China desenvolveu uma grande variedade de armas de pólvora conhecidas como "Lanças de Fogo" e "Dragões de Fogo", bem como lança-chamas e fogos de artifício, já no século X. As primeiras armas de fogo verdadeiras que usavam pólvora para lançar um projétil podem ser datadas da Dinastia Yuan no século 13. Estes incluíam canhões de mão de bronze, que poderiam ser segurados por um homem e disparados por outro. O alcance era curto e a precisão era fraca, mas a fumaça, o fogo e o rugido devem ter intimidado oponentes daquele tempo.

Posteriormente os europeus começaram a desenvolver um artifício bélico muito semelhante aos canhões de canhao-de-mao-europamão chineses. O modelo europeu precedeu os mosquetes de pederneira, com a tecnologia aparentemente simples que contabiliza um tubo oco fixo (ou montado) em uma vara de madeira. Este engenho pesado era mantido contra o ombro ou acima do ombro para proporcionar estabilidade ao apontar. Quanto à parte de disparo, o usuário acendia o pó com uma corda embebida em nitrato de potássio que queima lentamente.

 

02 | GATLING GUN. 1862

gutlin gun

A invenção do Dr. Richard Gatling foi uma das primeiras metralhadoras reais, com uma taxa de fogo de mais de 1300 balas calibre 50 por minuto. A Gatling é uma arma rotativa conduzida por uma manivela que pode ter três, quatro, seis ou até oito canos. Ao contrário de "metralhadoras" anteriores, com capacidades limitadas e longos tempos de remuniciamento, as Gatling eram mais confiáveis, fáceis de carregar e dispunham de uma cadência de tiro mais elevada. A arma fez uma breve aparição na Guerra Civil Americana, mas se mostrou mais efetiva na Guerra Hispano Americana. Os britânicos usaram armas de Gatling nas guerras coloniais contras zulus causando mortes em massa na África do Sul, Sudão Mahdista e muitas outras guerras deste período.

 

03 | Colt peacemaker, 1873

colt 45 peacemaker

Samuel Colt não inventou o revólver, mas ele foi o primeiro a apresentar um sistema de linha de montagem para fabricá-los em vez de confiar nas habilidades de um armeiro para manualmente fazer cada arma. A empresa Colt produziu armas em massa como a "Single Action Army", mais conhecida como Peacemaker ou Colt 45. Originalmente projetado para a cavalaria dos EUA, tornou-se a arma de mão mais utilizada durante os anos do Wild West. Uma versão, o Colt Frontier seis tiros usou o calibre .44-40 Winchester para que os cowboys pudessem usar a mesma munição em suas armas de mão e rifles.

 

04 | Maxim Gun. 1883

maxim-gun metralhadora

Sir Hiram Maxim era um inventor americano que emigrou para a Europa. Suas criações incluíam sprinklers de fogo e aeronaves a vapor, mas sua invenção mais bem sucedida foi a metralhadora totalmente automática Maxim. O mecanismo da Maxim usava a energia do recuo (ou coice) da arma para ejetar cada invólucro gasto e inserir na câmara a próxima munição. Este sistema tornava-a muito mais eficiente que as metralhadoras anteriores, como as Gatling que utilizavam o princípio dos canos múltiplos e da operação manual por uma manivela. O poder de fogo da Maxim equivalia a 30 espingardas de repetição.  A Maxim provou ser muito mais eficaz que as armas concorrentes. Ambos os lados dos combatentes na Primeira Guerra Mundial usaram.

 

05 | Colt M1911, 1911

colt-1911

Criada pelo gênio projetista das armas de fogo, John Browning, a Colt M1911 é uma pistola semiautomática que funciona em Ação Simples. Esta pistola participou da I e II Guerras Mundiais, além de vários outros conflitos bélicos de importância pelo mundo, se destacando pela sua robustez, rusticidade e segurança, dentre outros atributos. Conhecida também como “The Old War Horse”, (O Velho Cavalo de Guerra), essa arma foi produzida por outras fábricas mundo à fora, seja em seu projeto original ou com várias outras mudanças.

 

06 | M2 Browning, 1933

m2-browning

Outra contribuição de Browning para o armamento foi uma das metralhadoras mais formidáveis já feitas. Projetada no final da Primeira Guerra Mundial, o M2 começou como um projeto refrigerado a água, mas mudou para refrigerar a ar, exigindo um barril pesado. Seu calibre .50 com cerca de quatro vezes a energia de uma típica bala de rifle  é capaz de atravessar uma placa de 1 polegada de aço é letal mesmo a um disparo de dois mil metros de distância. O M2 ainda está em serviço com um design é fundamentalmente inalterado.

 

07 | M1 Garand, 1936

rifle garand

O canadense John Garand, do arsenal de Springfield, desenvolveu o primeiro rifle semiautomático a ser adotado por uma grande nação. Tecnicamente conhecido como Rifle, calibre .30, M1, a arma sempre foi chamada de Garand. A arma usa parte da energia do gás de alta pressão gerado durante a queima para expulsar o cartucho gasto e recarregar um noco cartucho. Isso dá uma maior taxa de fogo do que as armas mais antigas com o sistema bolt-action, embora o pente de apenas 8 rodadas reduza o uso de munição.

Cerca de 4 milhões foram produzidas na Segunda Guerra Mundial; o General Patton declarou que a Garand "era o maior instrumento de batalha já concebido"

 

08| UZI, 1948

uzi

O Major Uziel Gal desenvolveu sua nova metralhadora de 9mm para o exército israelense. Com poucos recursos, as Forças Armadas de Israel precisavam de uma arma leve, fácil de fabricar e eficiente. Uziel usou como inspiração algumas armas antigas, feitas na década de 30 por judeus rebeldes que viviam na palestina antes da criação do estado. Por não terem recursos, eles costumavam conseguir uma pistola e adaptá-la, fazendo com que ele pudesse disparar mais tiros de cada vez. Gal usou esse princípio e criou a Uzi (seu apelido), uma submetralhadora pequena, capaz de soltar 10 tiros por segundo. Outros dois aspectos fizeram da Uzi uma lenda: a facilidade de recarregar, mesmo no escuro, e a alta resistência a areia, qualidade essencial no Oriente Médio. A capacidade da Uzi deu a Israel a chance de se manter firme como estado, mesmo rodeado de inimigos.incorporando um parafuso telescópico que envolve a extremidade do barril

 

09| AK 47, 1949

ak-47 rifle

Quando Mikhail Kalashnikov se propôs a projetar um rifle de assalto para o exército vermelho soviético na década de 1940, ele sabia que deveria ser simples, barato e confiável. A AK-47 7,62mm  é sem dúvida a arma mais eficaz e popular da história com mais de 75 milhões de unidades fabricadas. As grandes distâncias entre as peças móveis tornam a AK-47 fácil de fabricar e a torna resistente a incrustações de lama, areia ou sujeira. Essa robustez e facilidade de manutenção e treinamento a torna a arma favorita de guerrilheiros e terroristas em todo mundo.

Sua maior contribuição foi melhorar o sistema de recarga automática usando o gás desprendido dos projéteis durante o disparo. Esse sistema já existia, mas costumava travar caso o fuzil realizasse muitos tiros consecutivos. Foi Kalashnikov que conseguiu torná-lo mais eficiente, impedindo os travamentos e permitindo ao AK-47 realizar até 600 tiros por minutos. Essa velocidade associado ao alcance do fuzil (cerca de 300 metros) fizeram do Avtomat Kalashnikov 1947 o rifle de assalto mais bem sucedido da história.

10| Glock 17, 1982

glock 17

O austríaco Gaston Glock veio do mundo da engenharia de polímeros, diferente da maioria dos projetistas que já possuíam alguma relação com o universo das armas. A sua revolucionária Glock 17 de 9mm é uma pistola simplificada feita principalmente a partir de plástico. com exceção do barril. O corpo é mais leve e mais durável do que o aço e absorve mais o recuo (coice). A Glock foi projetada com aprimoramentos ergonômicos e três mecanismos de segurança independentes.Ela não irá disparar a menos que o gatilho seja puxado e todas as travas de segurança desligadas. Rapidamente a Glock passou a ser adotada por dois terços da força policial americana.

11| XM-25, 2010

xm-25

Talvez a mais inovadora arma de pequeno porte dos últimos anos seja o lançador de granadas XM-25 "Punisher" de 25mm. Um lazer mede o alcance para o alvo, de modo que a granada pode ser configurada para explodir no ar no ponto exato em que passa sobre uma trincheira ou uma parede para atingir inimigos atrás de suas proteções. Cinco armas foram enviadas ao Afeganistão em 2010 para teste de campo e tiveram bons resultados. No entanto, o custo estimado da XM-25 de mais de U$ 30.000 pode ser um fator limitante nomomento.

 

armas penduradas revolveres

 

Compartilhar

Sobre o Autor

Vista Direita

Somos uma marca que transmite ideias conservadoras e liberais, ou seja, mais a direita no espectro político. Nosso objetivo é dar voz a todos que querem contribuir para o fim da hegemonia esquerdista na cultura, artes e informação. Conheça nossa loja em www.vistadireita.com.br e veja como você pode expressar suas ideias.