IR PARA O TOPO

DOUTRINAÇÃO NAS ESCOLAS É CONTRADITÓRIA

Circula na internet um vídeo com manifestação do Profº Luis Lopes Diniz Filho convidado a depor na Comissão Especial do PL 7180/14 – Escola Sem Partido na Câmara dos Deputados sobre a doutrinação na educação brasileira. Importante frisar que diferente da maioria das denúncias sobre a doutrinação, o relato do professor se baseia em fatos e aponta a contradição do que os próprios autores de material didático (aprovado pelo Ministério da Educação e Cultura, MEC).

O Prof. Diniz diz que não se trata de mostrar uma visão alternativa, “de direita” para criticar a visão hegemônica, “de esquerda”, marxista, “crítica”, radical como queiram chamar, mas que o ensino atual brasileiro, sobretudo nas matérias humanísticas contradiz o que os próprios autores dizem em suas introduções sobre valorização da diferença (de pensamento, cultura, raça etc.) e tolerância. Pois é exatamente isto que não se vê no material didático aprovado e distribuído pelo MEC. Que fique bem claro, portanto, que não se trata de “puxar a brasa para nosso assado”, com nossa visão de Direita, mas que se for para endossar uma educação pluralista, tolerante e que permita, como os próprios “pedagogos paulofreireanos” gostam de dizer, que o aluno possa pensar (criticamente) por si próprio, com “sua própria cabeça”, então é obrigatório que se apresente, no mínimo duas visões sobre um tema qualquer quando este o exigir. E nós sabemos que, normalmente há mais de duas correntes teóricas sobre fenômenos sociais.

PROFESSOR DINIZ DENUNCIA DOUTRINAÇÃO IDEOLÓGICA

Algo que tem que ficar bem claro para nós é que o Prof. Diniz pode ser o primeiro (que temos conhecimento) dentro do próprio antro do inimigo de uma série de professores e alunos que irão reverter esta doutrina. Doutrina esta criada para se opor a doutrina nacionalista da educação no período militar, mas que não fez outra coisa senão uma doutrinação oposta, ao invés de permitir o livre-pensamento. E notem que a doutrinação de esquerda parte de “luminares” encastelados em suas cátedras universitárias sem sofrer nenhuma crítica, logo eles que falam tanto em valorizar o pensamento crítico são os menos expostos à própria crítica. É o velho faça o que eu digo, não faça o que eu faço.

Percebam que estamos, paulatinamente, revertendo o processo que a esquerda cultural inoculou no sistema público de ensino, mas não se enganem, não será para amanhã, não será fácil, será uma maratona ideológica. Maratona que venceremos.

Compartilhar

Sobre o Autor

Vista Direita

Somos uma marca que transmite ideias conservadoras e liberais, ou seja, mais a direita no espectro político. Nosso objetivo é dar voz a todos que querem contribuir para o fim da hegemonia esquerdista na cultura, artes e informação. Conheça nossa loja em www.vistadireita.com.br e veja como você pode expressar suas ideias.