IR PARA O TOPO

Grandes e pequenos na lista de delações da Odebrecht

A corrupção faz parte de um sistema e quando um colega de esquerda te diz que “partido X não tem culpa, pois o sistema é assim” responda a ele que partidos são peças-chave em qualquer sistema político e agentes ativos do sistema que cria a corrupção.

Por Vista Direita

415 políticos de 26 dos 35 partidos registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foram citados nas delações de executivos e ex-executivos da Odebrecht. Obviamente, o PT lidera a lista seguidos de perto pelo PSDB e PMDB.

Os três maiores partidos do Congresso compõem as três mais importantes elites políticas nacionais e concentram quase 60% dos políticos enredados nas delações da Odebrecht. Mas não se trata apenas do Legislativo...

Também foram citadas lideranças partidárias e do atual presidente da República, Michel Temer e cinco ex-presidentes (Sarney, Collor, FHC, Lula e Dilma). Ex-candidatos à presidência e governadores como Serra e Alckmin (PSDB-SP), Aécio (PSDB-MG), Eduardo Campos (PSB-PE), Everaldo (PSC-RJ), Eymael (PSDC-SP), Brizola (PDT-RJ), Maluf (PP-SP), políticos com destaque desde o processo de redemocratização do país em 1985.

Vários ex-ministros petistas como Jaques Wagner, Guido Mantega, Antonio Palocci, José Dirceu e Paulo Bernardo, bem como governadores como Tião Viana (AC) e Fernando Pimentel (MG), assim como senadores e governadores por outros partidos também foram citados. Partidos médios, muitos na base política do governo Temer, como PP, DEM, PSB, PSD, PTB, PR e PPS também figuram na lista. Outros que não base aliada também citados, foram PDT e PCdoB. Partidos pequenos como PSOL e PTN também tiveram a “honra” de estarem entre as delações.

Enfim, o que se pode dizer de tudo isso? A corrupção faz parte de um sistema e quando um colega de esquerda te diz que “partido X não tem culpa, pois o sistema é assim” responda a ele que partidos são peças-chave em qualquer sistema político e agentes ativos do sistema que cria a corrupção. Não tem desculpa, processo neles e que as urnas sejam menos complacentes do que nosso Judiciário tem sido.

Compartilhar

Sobre o Autor

Vista Direita

Somos uma marca que transmite ideias conservadoras e liberais, ou seja, mais a direita no espectro político. Nosso objetivo é dar voz a todos que querem contribuir para o fim da hegemonia esquerdista na cultura, artes e informação. Conheça nossa loja em www.vistadireita.com.br e veja como você pode expressar suas ideias.