IR PARA O TOPO

LULA PRESO? O BRASIL PRECISA DISSO PARA VIRAR ESSA PÁGINA SOMBRIA DE SUA HISTÓRIA

Integrantes da força-tarefa da Operação Lava-Jato avaliam que já possuem “elementos concretos” para denunciar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em pelo menos três das seis frentes de investigação contra o petista. Os investigadores aguardam a remessa definitiva dos documentos contra o ex-presidente para Curitiba, determinada na segunda-feira pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, para apresentar as denúncias sobre o tríplex do Guarujá, a reforma no sítio de Atibaia e o aluguel de contêineres para o transporte de acervo de Lula, pagos pela OAS.

Na terça-feira, a defesa do ex-presidente informou ao GLOBO que recorrerá da decisão de Teori, que enviou as investigações às mãos do juiz Sérgio Moro. Nos próximos dias, os defensores devem entrar com embargos no STF. Foram enviados para Curitiba três petições, três inquéritos e dez ações cautelares. Todos os processos estão sob sigilo. Entre os casos enviados para Moro está o inquérito sobre o sítio de Atibaia e o tríplex de Guarujá, ambos em São Paulo.

[…]

Há seis frentes contra Lula nas investigações da Lava-Jato. Além da suspeita de ter recebido favores das construtoras Odebrecht e OAS na reforma do sítio de Atibaia, Lula é acusado de ser proprietário de um tríplex em Guarujá, no litoral paulista, também construído pela OAS, conforme O GLOBO revelou em 2014. A empreiteira ainda teria pago R$ 1,2 milhão, valor gasto por Lula para guardar o seu acervo pessoal, após sua saída da Presidência da República, em 2011.

Além dessas três suspeitas, os investigadores apuram ainda se o Instituto Lula e a empresa LILS Palestras, de propriedade do ex-presidente, foram usados para recebimento de vantagem indevida de empreiteiras em troca de contratos na Petrobras.

Lula está apavorado com Moro, e sabe que uma eventual prisão se aproxima. É verdade que parte das investigações se trata sobre coisas menores, como ocultação de patrimônio. Mas não vamos esquecer que Al Capone foi pego pelo imposto de renda. No mais, como lembra Merval Pereira em sua coluna de hoje, consta lá a investigação atrelada ao petrolão, e é esta que pode mandar o ex-presidente para o xilindró:

Lula deve ser acusado pelos Procuradores de Curitiba por ocultação de patrimônio e lavagem de dinheiro nos processos sobre o apartamento triplex do Guarujá e o sítio de Atibaia, além de favores recebidos da empreiteira Odebrecht pelo armazenamento, durante todo o período desde o fim de seu mandato, de suas coisas pessoais trazidas de Brasília.

Caso seja condenado pelo juiz Sérgio Moro, poderá perder a condição de ficha limpa, se a condenação for confirmada em segunda instância. Por esses crimes, dificilmente Lula irá para a cadeia, pois as penas são pequenas e devem ser transformadas em serviços comunitários.

Mas há outros processos, especialmente o principal deles, que trata do esquema do petrolão. Ontem foi revelado pelo site Congresso em Foco um pedido de inquérito do Procurador-Geral da República Rodrigo Janot ao STF em que ele afirma que Lula “é investigado inter alia [entre outras coisas] pela suspeita de que, no exercício do mandato presidencial, tenha atuado em posição dominante na organização criminosa que se estruturou para obter, mediante nomeações de dirigentes de estatais do setor energético, em especial a Petrobras S/A, a BR Distribuidora S/A e a Transpetro S/A, vantagens indevidas de empresas prestadoras de serviços, em especial de construção civil”.  

Já cansei de falar aqui que o Brasil só vai passar essa sua fase sombria a limpo no dia em que Lula for preso. Desmascarado ele já foi, mas é preciso o ato simbólico da prisão, pois simbolismos importam na política. E o sinal de avanço institucional do país será quando isso ocorrer e não houver grandes reações, for visto como uma coisa normal.

Eduardo Cunha chega perto de seu fim de linha também, e ninguém viu gente nas ruas gritando “mexeu com Cunha, mexeu comigo” ou “Cunha guerreiro do povo brasileiro”. Quem gosta de bandido é o PT. Quem trata bandido como herói são os petistas. E é isso que precisa ser página virada em nossa política.

Deve ficar bem claro que o PT não é um partido, mas uma máfia disfarçada de partido, que tinha não um líder, mas um guru com forte culto à personalidade, típico de regimes totalitários. O Brasil terá dado um importante passo rumo à civilização quando o ex-presidente, tido como o chefe desse esquema todo, for parar atrás das grades. Ninguém está acima da lei. Muito menos um populista que é o maior responsável pela destruição de nosso país.

bh-vista-05

Compartilhar

Sobre o Autor

Vista Direita

Vista Direita.